; //]]>

03/10/2016

Crítica da Animação "Como Treinar o Seu Dragão 1"


Sinopse: Na ilha de Berk, lutar contra dragões é um estilo de vida. Por isso, o ponto de vista progressista e o senso de humor fora de padrão do adolescente viking "Soluço" não combina muito bem com sua tribo e o chefe dela, Stoico — por sina, pai do menino. Quando soluço é inserido no Treino com Dragões com outros jovens vikings, enxerga a oportunidade de provar que tem o que é preciso para ser guerreiro. Mas, ao se tornar amigo de um dragão ferido, seu mundo vira de cabeça para baixo, e o que teve início como a chance de Soluçoo provar do que é capaz acaba virando uma oportunidade de criar um novo rumo para o futuro de toda a aleia.

Nota: 5/5  Ano: 2010  Gênero: Aventura, Comédia, Drama, Fantasia e Animaç. Gráfica
Direção de: Chris Sanders e Dean DeBlois
Roteiro de: 
Roteiro: Will Davies, Dean DeBlois e Chris Sanders
Lançamento Portugal: 25 de Março de 2010 | BR: 26 de Março de 2010

     Como Treinar o Seu Dragão é uma adaptação em animação computadorizado, do livro de mesmo nome. Se passa em uma pequena ilha fictícia chamada de Berk, abitada por Vikingsos quais estão sempre lutando contra dragões para sobreviverem. Stoico, pai do Soluço, é o comandante da coisa toda lá na ilha. Ele é respeitado pelos moradores, e tem medo de que um dia o seu filho não venha a ser o próximo líder e possa proteger os habitantes do local. Ele tem como sonho encontrar o ninho de dragão para acabar com tudo direto da raiz.

A história é contada pelo de Soluço, ele é um garoto franzino e desajeitado (o que acaba fugindo dos padrões Vikings de ser), aprendiz do Ferreiro e a única coisa que o diferencia das outras pessoas são as confusões em que se metem, onde no final ele acaba sempre sendo chamado de maluco. Em mais uma luta contra a invasão dos dragões na ilha, ele é obrigado a se manter no trabalho enquanto toda a vila está lutando. Mas Soluço, tem uma nova invenção não tão nova assim para nós o canhão com o qual pretende pegar um dragão e mostrar ao pai que ele também pode ser um grande Viking. O garoto até consegue, mas quem diz que alguém acredita? Já que o pobre animal "fez um pouso forçado" na floresta?

Depois disso, os adultos da vila sai para uma busca fora da ilha, e deixa os adolescentes: Soluçoa brava garota Astrid, Melequento, Cabeçaquente e o irmão gêmeo Cabeçadura, para aprenderem a lutar com o ferreiro Bocão, e ver quem irá conseguir matar um dragão.

     Soluço, não se esqueceu de que viu atingir um dos dragões mais temido: Furia da Noite. Quando ninguém resolveu ir confirmar se ele estava mesmo caído na floresta, Soluço foi. A partir daí começa uma história de amor (amizade entre os dois), momentos bastantes divertidos, e sentimentais.

 Esse filme lançou a dois anos? Não. seis! Caramba! Eu deveria ter assistido antes. Eu chorei pertinho do final gente! E eu nem tinha percebido, só notei quando senti meus olhos quentes. É um filme para toda família, sabe? As crianças porque vão se divertir e
porque... é animação, haha. Os adultos, bom, no filme tem mensagens. Pode parecer só uma história linda contando a vida de um garoto franzino e um dragão poderoso, mas eu vi muito am disso.
Perna de Peixe, Astrid, SoluçoMelequento, Cabeçadura e a irmã gêmea Cabeçaquente
Na narrativa, o Soluço é só mais um filho de vários por ai que precisam viver do jeito que os pais sempre sonharam. Filhos que tem medo de falar sobre si mesmo, sobre seus sonhos e suas escolhas, tudo isso porque não se encaixa no perfil que os pais querem. Porque "fogem dos padrões". Acredito que foi isso mesmo que os roteiristas e produtores quiseram nos passar. Mas ainda assim, a animação é livre para interpretações.

      O “Furia da Noite” vulgo Banguela, e o Soluço tem uma relação muito bacana e acabei eu gostei da produção principalmente por isso. Não achei nada forçado. Tudo fluiu bem. O encontro dos dois e a dificuldade de convivências entre eles mesmo, a reação da população do lugar e do pai do garoto. E o titulo então? Pensando bem agora, ele também fala muita coisa. Mas vocês verão como se treina de verdade um dragão ao assistir a animação (!) que é uma história de descobertas, superação e aceitaçãoEssas coisas faz com que todos os outros acontecimentos sejam consequências. Tudo caiu como uma luva.

Com certeza as maiores avaliações feitas por mim aqui no blog foram de filmes e livros que tratam de assuntos assim: Série Divergent da Veronica Roth, Proibido da Tabitha Suzuma, Fugitivos do Carlos Barros, Série Hush Hush da Becca Fitzpatrick, entre muitos outros. É uma animação ótima e super indicada, não apenas aos que gostam de ficção com dragões, mas por tudo o que ensina. Tem a continuação: Como Treinar o Seu Dragão 2.
Esse dragão parece um Pokemon, eueueue lol
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário