; //]]>

16/06/2016

[RESENHA] Silêncio - Hush Hush - Becca Fitzpatrick

 SINOPSE: Nora Grey não consegue se lembrar dos últimos cinco meses. Depois do choque inicial de acordar em um cemitério e descobrir que ficou desaparecida por semanas, ela precisa retomar sua rotina, voltar à escola, reencontrar a melhor amiga, Vee, e ainda aprender a conviver com o novo namorado da mãe.
   Em meio a tudo isso, Nora é assombrada por constantes pensamentos com a cor preta, que surge em sua mente nos momentos mais improváveis e parece conversar com ela. Alucinações, visões de anjos, criaturas sobrenaturais. Aparentemente, nada disso tem a ver com sua antiga vida.
    A sensação é de que parte dela se perdeu. É então que o caminho de Nora cruza o de um sexy desconhecido, a quem ela se sente estranhamente ligada.


       Gente? Terminei de ler “Silêncio” da Série Sussurro e até agora estou com as mãos geladas! Mas que leitura foi essa? Para os fãs da Serie com certeza irão A-M-A-R esse volume.

No terceiro volume da Serie Hush Hush, Becca trouxe muito mais ação e sentimentos — como a amizade, do que os últimos dois volumes da Serie. De primeira creio que tudo mundo já sabe que a Nora perde a memória ao ler a sinopse do livro. Mas calma! Não foi
horrível como eu imagineia, e tenho certeza de que você também não irá achar. 

Sem saber o que aconteceu nos últimos cinco meses de sua vida, Nora Grey tenta recuperar sua vida de volta e fazer com que as pessoas mais próximas a expliquem o que aconteceu. Como sua mãe não era muito presente, a única que pode realmente lhe ajudar é sua melhor amiga Vee — e é ai onde as coisas começam a ficar ainda mais emboladas: a própria Vee também não faz ideia de quem supostamente a sequestrou.

Nora fica cada vez mais nervosa e convencida de que sua vida nunca irá voltar ao normal: ninguém parece está disposto a preencher as lacunas abertas em sua memória, contar quais foram às pessoas com quem se envolveu antes de perder a memória, e os acontecimentos sobrenaturais que mesmo depois da ausência de lembranças, não a deixa de lado. Mas sabemos que a Nora não faz é o tipo de garota quem espera um raio cair do céu, não é mesmo? Ela da o jeito de atraí-lo.

 Estou tentando não soltar nenhum spoiler que irá prejudicar sua leitura, mas a história ficou tão envolvente com a falta de fatos e incertezas na memória da nossa personagem, que todo o livro passa a ser um spoiler: mistérios, paixão, perigo... Novas descobertas, e um acontecimento surpreendente no final.

Descobrimos no último volume (Crescendo) quem é o verdadeiro pai da Nora, e que o mesmo está namorando a sua mãe, o que contribui para que a nossa protagonista sinta mais raiva e repulsa pelos dois. E nos leitores também, não é? Ter um inimigo embaixo do próprio teto e não saber disso... Mas nem tudo são espinhos, horrores e decepções. Não são todas as histórias envolvendo perda de memória que são clichês. E é claro que a nossa querida Becca está longe disso. Ela optou por não nos magoar fazendo aqueles joguinhos dos quais as pessoas se aproveitam da inocência da personagem.

Para o começa da trama, Nora começa a ter visões e enxergar a cor preta o que vai levantar a sua curiosidade, principalmente porque toda vez que ela a vê, Nora sente uma sensação de conforto. Quem na verdade deveria só atrapalhar a vida da nossa Grey, acaba ajudando-a mesmo que indiretamente ao citar alguns nomes e alguns fatos que a mesma não se lembrava. Silêncio, começa com Nora tentando retomar uma vida normal, lidar com a notícia de que o pai da sua inimiga está namorando a sua mãe, e se surpreender sempre que descobre algo de que não se lembrava: como a sua caminhonete vendida, o conversível que Scott lhe presenteou, e que os dois até saíram juntos.

 Para os que shippam o casal da trama, por favor, não se desesperem! Os dois se reencontram muito mais rápido do que eu esperava. E os fãs vão sentir aquele gostinho de mistério, “pose de macho”, e conquista que o Patch exalava com mais diversão lá no primeiro volume da série (Sussurro).  Eu realmente me surpreendi com esse terceiro volume de Hush Hush. Vocês vão suspirar, rir e quem sabe até se apaixonar pela milésima vez pelo Patch.


“— Hmmm significa o quê, exatamente? Não consegue formular frases com mais de cinco palavras? Todos esses ruídos e gemidos fazem você parecer... primitivo. — Nora. 
— Primitivo. — Jev (Patch).
— Você é impossível.— Mim Jev, você Nora.”  [Pág: 157]


Quando cheguei a certas páginas comecei a me perguntar por um certo personagem, até o momento em que ele resolveu da o ar da graça e aparecer para por a Nora de volta a rota movimentada, e atualizá-la dos acontecimentos passados preenchendo os espaços vazios em sua mente. Imaginem a minha alegria? Nossa! Só de lembrar esse momento eu tenho vontade de soltar fogos! De todos os livros da Serie Hush Hush, esse foi o que mais fiz caras, bocas, e gestos. Principalmente quando Patch e Nora falavam alguma coisa que nós leitores da série, sabemos que tem um significado especial, mas ela não lembrava. Coitado do nosso Patch. Mas até essas situações eram fofas. <3

 Ah grande verdade é que esse livro me surpreendeu. Como sempre a Becca me conquista com suas idéias e sua escrita. Achei que por Nora perder a memória a história ficaria muito chata, e as coisas voltariam à estaca zero. Mas a Sr. Fitzpatrick é a rainha dos vários acontecimentos em poucas páginas. Então imaginem a minha alegria na página 83 de 301? Sim! Eu sai dando socos no ar. Ficaram curiosos?

Em Silêncio, Patch está mais maduro, demonstra mais a sua inteligência, paixão por Nora e suas "armas" de Anjo Caído. Mais confiante e calculista Nora não fica atrás. Ela não se deixa levar pelas histórias que qualquer um lhe conta quando ela tenta descobrir algo do seu passado. Já a Vee, ela está ainda mais engraçada. Serio, achei que era impossível ela ser mais cômica. A parte em que você mais rir é quando ela menciona a sua fase de “desintoxicação masculina”.

 Depois desse terceiro livro eu fiquei ainda mais apaixonada pelo casal. Agora não é só Patch que é único que pode salvar o dia, os dois estão mais para um casal de soldados sexy e apaixonados ao trabalharem juntos, criando um laço ainda mais forte de amor, fidelidade, esperança, coragem e paixão entre os dois. Nora e Jev (Patch) não fazem o estilo casal que briga por qualquer coisa, ou que acredita em tudo que uma pessoa fala, fazendo um duvidar do outro. O leitor acaba esquecendo que é apenas um casal de um livro. Você se sente tão conectados a eles, e aprende tanto com as situações.

Agora falando em guerra, eles têm um inimigo mais forte para enfrentar, e três times diferentes para combater: Arcanjos, Anjos Caídos e Nefilins. Força total, não é mesmo? Porém, o maravilhoso Jav (Patch) não é só uma embalagem chamativa e atraente. Como eu disse, nesse volume percebemos que suas táticas de jogo não servem somente para jogos de sinuca, e ele vai precisar delas para vencer essa guerra. Resumindo: “O inimigo do meu inimigo, também é meu amigo!”

Por falar no nome “Jev” e “Patch”, esses dois nomes vão causar um bom tumulto nesse livro! Hahaa
Gente, pelo amor de Deus, leiam esse volume! Vocês não irão se arrepender! 


“— Já que estamos no nível primitivo, seu cheiro é bom. — Jev.
— O nome disso é chuveiro... Sabão, xampu, água quente. — Nora.
— Nua. Sei como é.” [Pág: 158 – Hush Hush – Silêncio]
    
FICHA TÉCNICA 
SKOOB
NOTA: 5/5  (favorito)
AUTORA: Becca Fitzpatrick
VOLUME: 3/4
PÁGINAS: 304
EDITORA: Arqueiro

OBS: Da série "Lí, Mas Não Resenhei." Xoxo 
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário