; //]]>

24/05/2016

[CRÍTICA] Teen Wolf Terceira Temporada



   Geeente do céu!! Que virada foi essa? Cheguei até a pesquisar se havia mudado de diretor. Lembro que fiz várias críticas (construtivas) sobre a primeira e segunda temporada de Teen Wolf, e que esperava uma produção melhor na terceira temporada. A mudança foi clara já no segundo episodio!

Nessa terceira temporada conseguirão focar em em várias coisas ao mesmo tempo. O Jackson foi viver na Inglaterra (o que é uma desculpa meio esfarrapada para a saída dele). Matamos também a curiosidade sobre o passado de Derek (e temos até um novo personagem por "parte de seu sangue") desse modo a série fica dividida em duas partes. Um ato dele no passado serviu de alimento para uma nova ameaça que desencadeia vários acidentes na cidade, e na vida dos personagens — que estavam decididos a terem um ano normal e longe de problemas.

Nas ultimas temporada os efeitos não foram dos melhores, não que eles tenham melhorado, porémmmm notei que eles investiram muito mais nas cenas de suspense. O que combinando as duas coisas deram resultados muito melhores a ponto de deixar o telespectador apreensivo. Depois do sacrifício que Scott, Stiles e Allison fizeram, eles passam a serem assombrados. Fico em duvida qual é o pior tormento: o da Allison vendo uma tia morta (Kate), ou o Stiles que não consegue saber quando é um sonho ou realidade. O enredo pareceu ser escrito e reescrito com mais calma, trabalhando assim os intervalos dos acontecimento que levavam automaticamente aos outros durante os episódios.

A série passou de ter um leve suspense e fantasia para crianças de dez anos, para um suspense que me fazer tapar os olhos deixando apenas uma brexinha para visualizar o que estava por vir. Ficando claro que o ponto forte de Teen Wolf não é tocar o terror nos telespectadores. As cenas que mais mexem conosco são as com suspense e por consequência vem o medo. Sem contar que o pessoal consegue nos deixar sentimental (põe sentimental nisso) principalmente quando o assunto é família, amizade e os tão tenebrosos sacríficos! 



 Uma coisa que achei super bacana, fiquei feliz em ver e não poderia deixar de parabenizar — já que era algo que sempre fiquei esperando — foi o desenvolvimento dos personagens. Nossa! Com certeza eu não poderia deixar de citar essa evolução! Percebi uma identidade mais clara do Scott: ele se mostrou mais maduro não apenas sobre seu novo "poder", mas também nas questões amorosas e familiar. A intenção de proteger seus amigos e sua família ficou mais transparente e forte. O que esclarece o fato de eu ter mencionado que ele parecia ficar em cima do muro, e não sabia de que lado estava em certos momentos da primeira e segunda temporada.

Com toda certeza a exploração e criação de uma personalidade mais transparente foram o ponto forte dessa nova temporada. Pude conhecer o lado familiar e acabar com (quase) toda a curiosidade sobre Scott e o Stiles. Principalmente o Stiles, já que seus pensamentos e tormentos foram os grandes motivos de suspense e desespero da temporada.

 Uma história consegue ser boa, quando os personagens são bem preparados. Assim as cenas não serão apenas uma sequencias de acontecimentos forçados, e sim, escolhas feitas por cada personagem variando entre seus desejos, e suas necessidades em certos momentos. Destacando nesse post a Lydia (que nessa temporada finalmente nós conseguimos entender o que ela é. Já estava me dando nos nervos o fato dela sempre sair gritando por ai.) o Stiles, o Derek, o Scott, e até mesmo o seu pai, foram as grandes "sobremesas do jantar". Os vilões foram mais convincentes, e em alguns momentos (toda a temporada haha) eu me perguntei: Nossa! Como eles vão vencer? Será que alguém vai ter que morrer? Por que não vejo outra saída! :P

 Também mencionei na resenha da 2ªT, que o Isaac daria um ótimo personagem primário e que ainda assim eu não achava que ele iria durar muito tempo na série. Fiquei surpresa em vê-lo intacto a cada cena que fazia meu coração disparar. Ele não me passa muita confiança como um personagem amigo. Para falar a verdade ele me parece um ótimo personagem para uma cena de traição. Não só ele, como Derek e os gêmeos Idam e Ethan foram mais explorados deixando claro suas intenções.


 Ouve também um certo acontecimento em um dos últimos episódios que eu já esperava que fosse acontecer. Mesmo que eu não receba um spoiler diretamente, qualquer sinal já faz minha mente cria-lo sozinho. E o pequeno sinal foi não ver mais um certo personagem nos pôsteres da quarta temporada em diante.

 Um detalhe pessoal é que já no fim da segunda temporada vemos o Scott e a Allison terminarem, e que me desculpem os que shippan o casal, mas a Allison me parecia muita areia para a carroça do Scott. Era tipo uma irmã mais velha! E acho que super combina ela e o seu novo par romântico nessa nova temporada. u.u

 Minha única observação que não chega a ser um ponto negativo, é só que em alguns momentos fiquei meio perdida com certos vilões e suas causas. Confesso que até hoje estou confusa com o Tio do Derek. Mas acho que isso tudo é só um resultado do ótimo trabalho que fizeram nessa terceira temporada. Me lembrou bastante o nível de The Vampire Diaries: onde os modos de resolverem os problemas e as escolhas dos personagens conseguem trazer por consequência motivos para a série não ficar parada, cansativa e forçada.

 Como se chama o último ep. da terceira temporada, fizeram uma "Jogada Divina" no enredo e nos personagens (incluindo os novos). Eu passaria horas falando em como Teen Wolf evoluiu. Incluindo os detalhes bem preparados. Agora vamos ver o que a quarta temporada nos aguarda!



PS: Segurem seus coraçõezinhos, pois teve gente que baixou a Verônica Roth, Nicholas Sparks, e para ser mais específica: George R. R. Martin. 


 Nota: 4/5 / Temporada:/ Episódios: 25 / Ano: 03/06/2013 – 24/03/2014
Reações:

1 comentários:

Postar um comentário