; //]]>

17/03/2016

RESENHA: Paixão Sem Limites - Abbi Glines

SINOPSE: Ele podia ter tudo que quisesse. Menos ela.  Blaire Wynn não teve uma adolescência normal. Ela passou os últimos três anos cuidando da mãe doente. Após a sua morte, Blaire foi obrigada a vender a casa da família no Alabama para arcar com as despesas médicas. Agora, aos 19 anos, está sozinha e sem lugar para ficar. Então não tem outra escolha senão pedir ajuda ao pai que as abandonara. Ao chegar a Rosemary, na Flórida, ela se depara com uma mansão à beira-mar e um mundo de luxo completamente diferente do seu. Para piorar, o pai viajou com a nova esposa para Paris, deixando Blaire ali sozinha com o filho dela, que não parece nada satisfeito com a chegada da irmã postiça.
    Rush Finlay é filho da madrasta de Blaire com um famoso astro do rock. Ele tem 24 anos, é lindo, rico, charmoso e parece ter o mundo inteiro a seus pés. Extremamente sexy, orgulha-se de levar várias garotas para a cama e dispensá-las no dia seguinte. Blaire sabe que deve ficar longe dele, mas não consegue evitar a atração que sente, ainda mais quando ele começa a dar sinais de que sente a mesma coisa. Convivendo sob o mesmo teto, eles acabam se entregando a uma paixão proibida, sobre a qual não têm nenhum controle. Mas Rush guarda um segredo que Blaire não deve descobrir e que pode mudar para sempre as suas vidas.

RESENHA: Essa foi a segunda leitura que li no inicio do ano, e como estava sem computador acabei postando ela no Instagram do blog.
   Paixão Sem Limites é uma leitura que te prende já nas primeiras páginas. É divertido a ponto de você ficar com vergonha de certas atitudes dos personagens, ou rir de alguma situação. De enfiar a cabeça na terra, ou até mesmo abrir aquele "o" em sua boca. Não achei a leitura lenta, e talvez tenha sido pela curiosidade do que iria acontecer. Não tanto pela história do casal, mas qual seria o final da Blaire.
    Os personagens te deixam a todo instante em um triangulo de amor, ódio, e diversão. Todos eles tem uma história para contar. Os próprios problemas pessoais, histórias que precisam ser resolvidas, entre outras coisas que você vai percebendo.

"— Quando você me beijou ontem à noite, eu não senti esse negocinho de prata. — Blaire

— É que eu não estava usando. — Rush
— E quando você, hã, beija alguém, dá para sentir?"


  Para quem não gosta de ler palavrões pode ser que não se acostume com a leitura, mas acredito que isso não atrapalhe em nada a história. É importante saber que é do gênero New Adult, e que contem narrativas de sexo. Eu não achei nada muito escandaloso, até chegar no terceiro livro.

"— Você é agarota do carrinho de bebidas no campo de golfe. — Rush

— Como você adivinhou? — Blaire
— Pela roupa. Shortinho branco justo e camisa polo. É o uniforme. Você está fazendo um estrago, não está?"
                                                                                                     
  A Blaire já vivei muitos momentos difíceis, o que a ajudou a se virar sozinha. Mesmo com os problemas, como o pai que a abandonou, a morte da sua mãe, entre outras coisas que você vai descobrindo, ela não desiste de tentar se reconstruir, e seguir uma vida longe das pessoas que a decepcionaram. 

"— Quer dizer que você tem mesmo uma pistola? Pensei que Grant estivesse brincando. O senso de humor dele às veze é horrível.

— Não. Eu apontei a pistola para ele na minha primeira noite aqui. — Blaire"

  Confesso que o Rush, par nada romântico da protagonista, não me atraiu muito. Achei ele um grosso e manico do sexo - até porque a fama dele sobre o assunto não contribui muito. Mas as vezes ele consegue ser suportável. Porém, ainda fico em duvida entre ele e o Woods, que já é um personagem mais atencioso, e mesmo com aquela categoria de filhinho de papai, ele é um dos que prefere tratar a Blaire bem, e faze-la se sentir em casa.

    É claro que todo livro tem aquele personagem que te faz ter vontade de entrar na história e tocar fogo nele, e nessa obra com toda a certeza a Nan supera todos os outros personagens. Ela é a irmã casula, e mimada do Rush. Vive pra atormentar a nossa protagonista. Eu estouraria os miolos dela com a 3.2 da Blaire. Brincadeirinha!  Ou não...

Ah, esse é o primeiro volume da serie Sem Limites.

Autora: Abbi Glines
Páginas: 232
Editora: Arqueiro
Nota: 3/5
Volume: 1/3
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário