; //]]>

08/03/2016

Quotes do Livro Cidades de Papel


     Estou de volta meus Confidentes.  
    E quem? Quem foi o bookaholic que nunca parou a leitura para destacar marcando, ou escrevendo em algum lugar aquela frase, texto, dialogo inspirador, romântico e/ou fofo, de um livro?
    Eu tenho dó de marcar as páginas dos meus. Pse. Gosto de olhar para eles como uma mãe olha para os seus filhos: Mesmo tendo um tempo, eles continuam sendo os meus bêbês. Impuros, e do jeito que "saiu da barriga". Haha
   Mas não deixo de dar um jeito de destacar minhas partes favoritas. Escrevo em um  caderno (cansativo. Eu sei.), ou, quando o livro é digital eu marco mesmo. Até porque não faria sentido não marcá-los...
    Massss... trouxe alguns quotes que eu gostei no  livro "Cidades de Papel" (que já faz muito tempo que li). Não são muitos, até porque eu ficava tão envolvida no enredo que esquecia de anotar.


"Quando descobri que ela estava prestes a chegar, eu sempre ficava muito nervoso, pois ela era a criatura mais fantasticamente linda que Deus já havia criado." 

“Enquanto caminhávamos, eu olhava de relance para ela de vez em quando através da multidão: Uma série de instantâneos fotográficos intitulada “A perfeição fica parada
enquanto os mortais passam por ela.” [Pág: 22]

“ — Isso sempre me pareceu tão ridiculo, que as pessoas pudessem querer ficar com alguém só por causa de beleza. É como escolher o cereal de manhã pela cor, e não pelo sabor.” – Margo. [Pág: 47]


 “ — Mas eu não sou bonita, não de perto, pelo menos. Normalmente, quanto mais as pessoas se aproximam de mim, menos me acham atraente.” — Margo [Pág: 47]

“Os dedos dela eram do tipo que qualquer um gostaria de entrelaçar ao seus.” [Pág: 54]  

“— Todos idiotizados com a obsessão  por possuir coisas. Todas as coisas finas e frágeis como papel. E todas as pessoas também. Vivi aqui durante dezoito anos e nunca encontrei ninguém que se importasse realmente com qualquer coisa.” [Pág: 68]

“Não sei mais quem ela é, ou quem era, mas preciso encontrá-la.” [Pág: 164]

“ — Então a gente pode ligar para o bem?
— Não. O bem é um babaca.

— É claro que ele é. Sabe qual  é o seu problema, Quentin? Você espera que as pessoas não sejam elas mesmas. Quer dizer, eu podia odiar você por ser tão pouco pontual e por nunca se interessas por nada que não seja Margo Spiegelman e por, tipo, nunca me perguntar como está indo as coisas com minha namorada... Mas eu não ligo, cara, porque você é você...” [Pág: 222]

— Nada acontece como a gente acha que vai acontecer. — Margo.
— Verdade. Mas , se você não imaginar, as coisas sequer chegam a acontecer." — Q. [Pág: 354]

— De perto tudo é mais feio. — Margo.
— Não você. — Quetin."




—  Foram necessário milhares de quilômetros e muitos dias, mas aqui estamos: a cabeça dela em meu ombro, a respiração em meu pescoço, um cansaço enorme em nós dois. Somos agora o que eu gostaria que fôssemos então." [Pág: 355]

— Eu gostaria que a gente pudesse ter feito alguma coisa. Eu gostaria que a gente tivesse provocado nosso heroísmo. — Margo.
— É. Teria sido legal poder dizer a ele que, não importa o que fosse, aquilo não era o fim do mundo." — Quentin. [Pág: 356]

" Que coisa mais traiçoeira é acreditar que uma pessoas é mais do que uma pessoa." [Pág: 337]

" (...) nunca consegui deixar de pensar que ela talvez gostasse tanto de mistérios que acabou por se tornar um."

"(...) Espero que seja essa a provação de herói, por que não ir atrás dela é a coisa mais difícil que já tive que fazer."

" — Você é especial.— disse ela." 




  Botei algumas imagens para não ficar um post cansativo. ou não...
Xoxo! 
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário